21.8.08

Três vivas!

Atenção! gazelas galopantes nas proximidades.

Em 21/o8/2008 (2+1+8+2+8=2+1=três),
três dias depois de se ter qualificado,
para as finais do triplo salto,
Nelson Évora salta trinta e três centímetros mais longe,
alcançando a marca de 17,67m (1+7+6+7=2+1=três)
subindo ao primeiro dos três degraus do pódio olímpico,
conquistando a sua terceira medalha de ouro numa prova internacional da modalidade.
Com a ajuda da triatleta Vanessa Fernandes, Nelson Évora consegue ofuscar, entre outros,
a geral fraca destes três tristes tigres.
Ao fim de três Jogos Olímpicos,
Portugal consegue finalmente «tirar os três»
à sua virgindade de áureo olímpico do século XXI (2+1=três)!

Três vivas ao triplista!
(com umas extra para a triatleta!)

gazela galopante avistada!

4 Comments:

pinguim said...

E deixou de haver apenas TRÊS atletas portugueses com ouro olímpico...
Abraço.

Paulo said...

bem, mas que exegese tão interessante a partir dos números. costuma dar-te para isso ou foi só uma coincidência?

abraço

Mário said...

pinguim, muito bem visto.
Tinha-me lembrado de referir o número de medalhados com ouro portugueses mas não me saía da cabeça o Quatro...
Abraço.

Mário said...

paulo, sempre tive imenso interesse e prazer em fazer «contas com as letras» e «contar histórias com os números».
Adoro mudar a minha perspectiva sobre as coisas mais mundanas e descobrir/criar nelas um sentido oculto.
Escusado será dizer que por causa disso sou um maluco por simbolismo e esoterismo!